Vazamento de um oleoduto contaminou o rio que abastece a cidade, segundo a Sanepar; problema dura quase uma semana, sem previsão de normalização.

Moradores vivem o drama da falta d'água em Fazenda Rio Grande Moradores de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, reclamam da dificuldade para conseguir água nos bairros, diante do desabastecimento causado pela contaminação do Rio Despique. O rio, que fornece água para abastecer os bairros da cidade, foi contaminado pelo vazamento de um oleoduto, em São José dos Pinhais, também na Região de Curitiba. O vazamento aconteceu após uma tentativa de furto de combustível, na sexta-feira (15), segundo a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). Rompimento em oleoduto causa vazamento de combustível e deixa moradores sem água Até esta sexta-feira (22), os moradores continuavam sem fornecimento de água nas casas.

Para amenizar o problema, a Sanepar instalou caixas d'água em 15 pontos estratégicos dos bairros. Conforme a Sanepar, 40 mil pessoas estão sem água em casa devido ao problema, que não tem previsão de normalização. Moradores de Fazenda Rio Grande enfrentam filas e distâncias para conseguir água potável Amanda Menezes/RPC As famílias reclamam da dificuldade em ter que, diariamente, buscar a água com baldes e garrafas, já que mesmo os imóveis que possuem caixa d'água, estão com os reservatórios vazios. "É muito humilhante, como cidadã brasileira, que paga as contas ou tenta, pelo menos, é muita humilhação.

Muitos aqui estão ainda trabalhando, chegam do trabalho tarde e têm que levar a família toda", relata uma moradora. Para alguns moradores, que não possuem nenhum veículo, o peso dos baldes e galões dificulta a rotina diária, tendo que ser transportados por centenas de metros. "É muito triste, porque eu queria que tivesse água na caixa, e não que a gente ficasse carregando de lá para cá", diz a filha de outra moradora. A Sanepar informou que está ampliando a captação de água na região, com caminhões-pipa, mas que ainda não é possível retomar o abastecimento em Fazenda Rio Grande. Caixas d'água foram instaladas em Fazenda Rio Grande para fornecer abastecimento aos moradores, que levam baldes e galões Amanda Menezes/RPC "Por segurança operacional e segurança na qualidade de água, que é fundamental para distribuição à população, ainda não temos previsão", disse Antônio Gerardi, gerente da companhia. Na segunda-feira (18), a Sanepar chegou a anunciar que o abastecimento deveria começar a ser retomado, após autorização do Instituto Água e Terra do Paraná (IAT), mas em alguns bairros, a população reclama que o serviço não voltou. Vazamento de combustível foi registrado em São José dos Pinhais, na sexta-feira (15) Sanepar/Divulgação Estiagem no Paraná O problema relatado pelos moradores ocorre em meio à situação de emergência hídrica, decretada no estado, após longo período de estiagem. Curitiba e cidades da Região Metropolitana, incluindo Fazenda Rio Grande, estão seguindo cronogramas de rodízio no abastecimento de água, segundo a Sanepar. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.